Nietzsche e Rée: psicólogos e espíritos livres

Bruno Martins Machado

 

O que é a psicologia em termos nietzscheanos? A resposta mais direta à questão foi escrita no aforismo 23 de Para além de bem e mal onde o filósofo a enuncia como “morfologia e desenvolvimento da vontade de poder”. Não obstante, mesmo diante da solução, ainda hoje o problema se mantém aberto, pois o objeto dessa ciência permanece indeterminado. Frente a tal indeterminação, o estudo que o leitor tem nas mãos guarda uma intenção genealógica. Seu propósito é justificar a emergência e a importância da noção de psicologia dentro do projeto filosófico nietzscheano a partir da “virada conceitual” ocorrida em Humano, demasiado humano. Seu ponto de partida é a tese de que a filosofia de Nietzsche só pode ser vislumbrada em sua profundidade caso se considere a psicologia como o instrumento mais apropriado para analisar as “coisas humanas”. Sua peculiaridade é tratar Paul Rée como principal influência de Nietzsche na constituição de um projeto no qual a psicologia alcançaria sua emancipação científica como “o caminho para os problemas fundamentais” (BM 23).

 

ISBN: 978-85-66045-45-1

190 páginas

 

FRETE GRÁTIS (envio somente às segundas-feiras pela modalidade IMPRESSO)

    R$ 50,00 Preço normal
    R$ 42,50Preço promocional
     

    ©2019 por Editora Phi. Orgulhosamente criado com Wix.com