O Futebol e a Filosofia

Ronie A. T. Silveira

 

O brasileiro começou a praticar futebol na passagem do século XIX para o XX. Entretanto, não é possível acreditar que um jogo que exigia disciplina e era regulado pela ética do cavalheirismo inglês pudesse ser transplantado ao Brasil e aqui frutificasse sem um processo de aclimatação. Seria mesmo de se estranhar que um jogo moderno, típico do capitalismo, pudesse se estabelecer em uma sociedade escravocrata e preservar intactas suas características originais. O Brasil terminou com a escravidão legal em 1888 e a República só foi decretada em 1889. Ou seja, na última década do século XIX éramos um país desigual, pobre e periférico, ainda sem um Estado organizado e que cumprisse uma função pública autêntica. Por outro lado, a Inglaterra era o país mais desenvolvido do mundo do ponto de vista político e econômico. O brasileiro não poderia simplesmente dar um passo da pré-modernidade de sua forma de vida arcaica para dentro da modernidade do futebol. (...) Assim, para os brasileiros no final do século XIX, jogar futebol não era tão simples quanto ultrapassar uma linha caiada e entrar em campo.  

ISBN: 978-85-66045-15-4

216 páginas

 

FRETE GRÁTIS (envio somente às segundas-feiras pela modalidade IMPRESSO)

    R$ 51,00 Preço normal
    R$ 43,50Preço promocional
     

    ©2019 por Editora Phi. Orgulhosamente criado com Wix.com